YouTuber canadense defende discurso de ódio contra obesos

YouTuber canadense defende discurso de ódio contra obesos

Nicole Arbour, YouTuber de 30 anos, publicou em sua conta um vídeo de seis minutos onde ela denigre e ofende obesos, entitulado “Dear Fat People”, do inglês “Queridos Gordos.” Neste vídeo, a mulher diz que “fatshaming” (ou gordofobia) deve ser estimulado, afim de que as pessoas obesas sintam vergonha e desconforto o suficiente para começar a emagrecer e evitar o que ela chama de “maus habitos”.

Gordofobia não existe. É algo que os gordos inventaram. É tipo gritar racismo pra uma questão que não involve racismo. Aí a pessoa fala, “é, mas eu não coube dentro de uma loja, isso é discriminação.” Hm, não. Isso só significa que você é muito gordo, e que deveria parar de comer.”

Segundo a própria YouTuber, sua conta no site de vídeos foi bloqueada temporariamente em resposta à reação negativa do público ao seu vídeo. Nicole também publicou em seu Twitter mensagens de repúdio ao YouTube, dizendo ser a primeira comediante a ser censurada no site. O vídeo, compartilhado no Facebook, obteve mais de 18 milhões de visualizações desde data em que foi publicado.

Os comentários no vídeo foram desativados por parte da autora, afim de evitar comentários maldosos em relação à ela. Atitude que o Womansplaining acha engraçada, já que o vídeo contém 6 minutos da YouTuber fazendo comentários maldosos à 30% da população americana atual.

“Você vai falar pro seu médico que ele é malvado e está sendo gordofóbico com você quando ele te falar que você tem uma p*rra de uma doença cardíaca?”

Nicole explica que o vídeo não é direcionado à pessoas com “algumas gordurinhas”, e sim para 35% da população americana, que é obesa. Ela diz que a mensagem honesta que está publicando é para tentar evitar que o número cresça mais ainda, dizendo que ela está sendo a amiga honesta do interlocutor.

Gordofobia é brilhante porque envergonha pessoas com péssimos hábitos a pararem com essa m*rda. Se nós te ofendermos o suficiente até você perder peso, eu fico bem com essa situação, sim. Eu vou conseguir dormir a noite com isso. [Obesos] estão se matando! Talvez eu tenha um pouco de inveja de vocês por comerem tudo o que querem.

Ela também diz que obesidade é uma doença tanto quanto ser viciado em compras como ela é, e nem por isso ela tem as mesmas “vantagens” que um obeso tem, como vagas próximas aos shoppings, já que ela carrega tantas sacolas de lojas. Ela também sugere que obesos deveriam ser forçados a pararem o mais longe possível das lojas, para que possam “caminhar até as lojas e perder algumas calorias”. Ela se pergunta por que a sociedade está ajudando obesos a se matarem.

Obviamente, o vídeo de Nicole não surtiu de maneira positiva na internet. O vídeo foi reportado por diversos usuários por conter discurso de ódio, algo que Nicole considera censura à comédia e sátira. Ela republicou o vídeo desde então.

Celebridades da internet se opuseram à postura de Nicole. A modelo plus-size Tess Holliday diz que Nicole só quer chamar atenção e que deve ser ignorada.

“Se você quer saber o que eu penso sobre o vídeo: NADA. Eu me recuso a assistir um vídeo que só quer atrair cliques. Ela não merece nossos cliques e energia. Nossa existência não precisa ser provada ou validada. Nós precisamos continuar com nossas cabeças erguidas. E digo mais, uma vida bem vivida é a melhor vingança!”

O Womansplaining concorda com Tess e não gostaria de que vocês assistissem ao vídeo, porque o que ela quer é atenção, e assistir ao vídeo só vai te entristecer. Você pode ver a reação da Daily Grace sobre isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s