Tag: mídia

“Diz ter sido” distorcido

Há pouco tempo atrás, saiu uma notícia de que Viviany Beleboni, mais conhecida como a transexual “crucificada” da Parada Gay de São Paulo, foi agredida à facadas. Mas como sempre acontece, não foi beeeeem assim.

Ou melhor dizendo, o fato foi. A maneira que foi noticiada não.

Dê uma procurada. A maioria dos títulos das matérias foram: Transexual diz ter sido esfaqueada.

Diz. Ter. Sido.

Eu fico imaginando o que os jornalistas pensam ao escrever esse tipo de título.

Jornalista 1: Ah, ela deve estar fazendo drama. Acabou se cortando na cozinha e aí disse ter sido agredida por alguém.

Jornalista 2: Isso deve ser só vitimismo, LGBTfobia não existe.

Jornalista 3: Ela deve estar louca.

Mas essa não é a primeira vez que eu vejo essa maldita expressão em matérias relacionadas a mulheres. Diversas vezes eu já vi mulheres que “diziam ter sido estupradas” e “diziam ter sido assediadas”. E se você acha que eu estou exagerando, é só colocar no Google: mulher diz ter sido estuprada, e você vai ver quantas reportagens existem.

Eu realmente tento entender o porque dessa expressão.

Quando alguém é assaltado, ninguém diz Sujeito diz ter sido assaltado. Então por que que quando as mulheres falam “fui estuprada/agredida/assediada/abusada”, a imprensa insiste em noticiar que “dizemos ter sofrido” qualquer violência daquela? O que os jornais esperam? Que enviemos comprovantes?

Vítima: “Olha, tá aqui o meu exame de corpo de delito, fui comprovadamente estuprada.”

Jornalista: “Ah, agora sim! Achei que você estava inventando, sabe como é.”

Eu realmente me pergunto porque os crimes relacionados à gênero não inspiram tanta “confiabilidade” assim. Eu fico tentando não acreditar que as pessoas pensem “ah, provavelmente ela está dizendo isso só para aparecer”. Porque não, digníssima família brasileira, nós não inventamos os estupros e os assédios que sofremos. Eles existem, são reais e machucam muitas vezes até mais do que outras violências.

Por favor, parem de dizer que “dizemos ter sido” qualquer coisa.